A Casa do Aprendiz
O que é invisível cria o que é visível. A única maneira de mudar o seu mundo "exterior" é modificar o seu mundo "interior".
Se as coisas não vão bem na sua vida exterior, é porque não estão indo bem na sua vida interior. É simples assim. (T. Harv
Eker)


Página Principal

Obtendo Uma Visão Macro

Chega de Preocupações

Por Que Não Funciona Comigo?

Viver Sem Tensão

Viva a Vida!

Sentimentos Poderosos

Efeito Bumerangue

A Autossabotagem

Gratidão e Recompensa

Poder Maior Que o Mundo

Sentimentos Positivos

O Poder da Gratidão

Confie Em Si Mesmo

Inclusão Emocional

Seu Maior Presente

Perdoe e Viva Melhor

Mudança de Hábitos

Harmonia Conjugal

Bem-estar

Por Um Dia Melhor

Como Viver Bem

Sinta-se Bem

Viver Bem é Uma Arte

Auto-estima

Viva Com Alegria

Acredite em você

Como Se Sentir Bem

Mude a Sua Vida

O Poder da Emoção

Decida Ser Feliz

Viva com Entusiasmo

Tec. de Alta Performance

Cura Interior

Fórmula do Crescimento Pessoal

Decretos p/ o Êxito

Desperte Seu Poder

Viver Bem é Uma Arte

Curso de Técnicas de Poder

Método de 21 Dias p/ Prosperar

Curso Poder da Mente

Programa Poder Sem Limites


 


Site Parceiro da Casa do Aprendiz

  Dissemine o saber | Publique seu texto

Educação, pesquisa, conhecimento e curiosidades. Tudo grátis!


 



Brinde aos visitantes da Casa do Aprendiz

Ouça grátis três áudios inéditos do Aprendiz e domine a arte da vida plena. Clique no player abaixo

 

 


Toda a filosofia da Casa do Aprendiz compilada em livros impressos com a qualidade da Editora Clube de Autores. Excelente acabamento em papel offset e capa colorida com orelhas. Clique na imagem abaixo para ler as primeiras páginas gratuitamente:

 


 

 

Por Que Não Funciona Comigo?



Recebo semanalmente dezenas de e-mails testemunhando resultados maravilhosos advindos das práticas que ensino nos meus treinamentos em áudio e vídeo (Vide testemunhos dos participantes na aba à direita desta página →). Por outro lado, não posso negar que também ouço muitas reclamações por parte de pessoas que tentam, tentam e não obtém os resultados esperados. Por conta disso, quero falar um pouco sobre os agentes ocultos que, em alguns casos, bloqueiam toda e qualquer tentativa de reação.

O escritor e conferencista Eckhart Tolle, autor de vários best sellers, é um especialista em readequação emocional. Seus livros falam sobre os fatores envolvidos no processo interno da autossabotagem que nos mantém presos ao estado atual. Tolle conta que após ter experimentado sucessivas crises depressivas na juventude, resolveu buscar orientação espiritual. Estudou com afinco diversas filosofias religiosas e espiritualistas que, segundo ele, acabaram por dissolver completamente sua antiga identidade, eliminaram a depressão e transformaram radicalmente a sua vida. Em seu best seller “O Poder do Agora”, o autor relata as respostas obtidas através dessa busca, mostrando que é possível a mudança, apesar de que às vezes isso pode exigir empenho, um certo tempo e uma boa dose de persistência.

Citei Eckhart Tolle porque sou um exímio admirador de seu trabalho. Creio que isso se deva ao fato de que a sua busca interior tenha muito a ver com a minha, apesar de eu nunca ter experimentado uma crise de depressão. O referido autor coloca o dedo direto na ferida quando afirma que formamos internamente um "corpo de dor" que tem vontade própria. Esse ser interior alimenta-se da nossa própria energia e faz de tudo para crescer e permanecer vivo dentro de nós.

O corpo energético citado por Eckhart Tolle tem uma inteligência própria e é reconhecido no meio psicológico como “o sabotador interno”. É fácil perceber quando uma pessoa alimenta esse corpo de dor. Observe por exemplo quando alguém se refere a uma enfermidade com termos de apropriação como: “minha dor de cabeça”, "meu diabetes", "minha pressão alta" etc.

Conheço algumas mulheres que ao ouvirem as amigas reclamando da TPM, rapidamente exclamam com orgulho: “Eu também tenho. E, a minha é mais forte que a sua. Quando chega, explodo em fúria e detono tudo à minha volta”. Essas e outras afirmações convictas formam, ao longo do tempo, o famigerado corpo doloroso que se apodera de nós. Isso ocorre por conta da ênfase emocional e “quase afetiva” colocada nos contextos negativos que nos rodeiam.

Quando iniciamos a mudança interna através de cursos de aperfeiçoamento pessoal nosso corpo de dor se sente ameaçado. Por conta disso, ele começa a reagir sorrateiramente, no nível inconsciente, que é sua morada e seu habitat natural. Sua ação sutil faz com que nos afastemos inconscientemente daquilo que poderia nos libertar. Isso se faz mediante um processo imperceptível de autossabotagem que cria obstáculos à nossa reação positiva. Assim, depois de uma euforia inicial, uma voz interna começa a questionar o processo de mudança em curso com frases do tipo: Isso é uma bobagem, cara. A Lei da Atração é utopia. Essa doença não tem cura. A vida é difícil assim mesmo, bicho!

A grande maioria das pessoas que experimentam as técnicas de aperfeiçoamento pessoal ensinadas nos meus treinamentos relatam resultados tangíveis já no início da prática. Mesmo assim, noto que muitos desistem alguns dias depois. Minhas observações, à luz dos ensinamentos de Eckhart Tolle, mostraram-me claramente que a euforia inicial é, muitas vezes, sufocada pelo corpo doloroso que, agindo disfarçadamente, faz com que a pessoa desista da ação libertadora.

O caminho do aperfeiçoamento pessoal exige uma mudança interna que muitas vezes não é bem vinda no nível inconsciente. Isso porque a tendência da nossa personalidade é buscar reter a qualidade do que somos mesmo que isso seja mesquinho ou muito inferior àquilo que almejamos.

Diante de tudo o que foi dito neste artigo, resta saber o que fazer para quebrar a resistência imposta pelo nosso famigerado corpo doloroso. Ora, a resposta é simples, mas nem sempre é fácil de se executar na prática: PERSISTÊNCIA!

Persistir até o fim. Eis o único caminho que conduz ao êxito almejado. Mesmo que o seu sabotador interno questionar, desdenhar, ironizar e hostilizar a sua ação, não desista nunca. Seja firme e responda à altura a todos os questionamentos trazidos à tona pelo diálogo mental negativo e desafiador elaborado pelo seu corpo de dor. Quando ele te disser: “você não vai chegar lá”, responda prontamente: Ninguém é melhor que ninguém e, se os outros puderam, eu também posso. Se ele argumentar que é impossível sair do paradigma atual por conta das circunstâncias externas, diga-lhe que você conta com o poder Daquele que criou todas as coisas. Faça-o perceber que você está no comando. Mostre-lhe a insignificância dos contra-argumentos dele diante do imenso poder da sua vontade dirigida, alimentada por sua fé e por seu entusiasmo. Afinal de contas, a última palavra pode – e deve – ser sempre a sua.

Conheça todos os treinamentos em áudio e vídeo da Casa do Aprendiz. Mesmo que não queira adquirir nenhum deles, poderá acessar e usufruir de uma grande parte do conteúdo que eu te ofereço gratuitamente para teste. Dessa forma, ainda que você não compre nada, levará consigo uma boa dose de aprendizagem. Clique no link abaixo para saber mais.

Cursos da Casa do Aprendiz

 

 Creative Commons License
Este artigo foi escrito e publicado por Francisco Ferreira em 01 de novembro de 2013 e está licenciado sob uma Licença Creative Commons.

 

Compartilhe este site nas suas redes sociais através dos botões abaixo:

         

 

Artigos relacionados ao conteúdo desta página:

Suas emoções são indicadores absolutos

O poder destrutivo da ansiedade

O valor dos bons sentimentos

Poder interior e liberdade

Eliminando a autocrítica

 

 



Testemunhos de de sucesso, vitória e superação de participantes dos cursos em áudio e vídeo da Casa do Aprendiz